Inteligência de mercado: o que é e como montar uma estratégia

Inteligência de mercado, ou market intelligence, consiste em uma compreensão do mercado associado às estratégias empresariais com o objetivo de potencializar os resultados de uma empresa. A inteligência de mercado busca analisar o mercado de modo que seja possível entender seu momento atual e suas tendências futuras, para que assim sejam promovidas ações que permitam que a empresa esteja alinhada ao mercado no qual está inserida.

O termo inteligência de mercado é, por diversas vezes, tratado como sinônimo do termo Business Intelligence (BI). Entretanto, BI, traduzido para o português, significa inteligência empresarial ou inteligência de negócios. O BI, portanto, é um termo guarda-chuva na qual a inteligência de mercado está inclusa.

A inteligência de mercado é muito ampla e pode ser segmentada em alguns tipos, como os seguintes:

     1. Análise da concorrência (Competitor intelligence)

Consiste na coleta e análise de informações sobre os concorrentes. É importante que se tenha um mapeamento da concorrência, para que, assim, a empresa consiga ter uma visão de quais ações podem trazer bons resultados e quais não devem ser tomadas com base em experiências de outras empresas. Deste modo, a empresa pode também comparar seus resultados aos demais e entender como está colocada no mercado.

     2. Análise de clientes (Customer intelligence)

Um entendimento profundo do cliente é essencial para uma empresa que deseja impulsionar seus resultados e entregar um produto ou serviço de qualidade que traga a satisfação de seus consumidores. O objetivo da customer intelligence é que se tenha informações como as motivações, crenças, intenções, preferências e percepções dos clientes, de modo a entender porque os mesmos compram (ou não compram) produtos específicos que permitem atender às suas expectativas. Assim, a empresa pode se adaptar conforme as necessidades e demandas de seus clientes, entregando um resultado que gere cada vez maior satisfação.

     3. Inteligência em mídias sociais (Social Media Intelligence)

A inteligência de mídia social representa o processo de monitoramento de mídias sociais, de modo que as informações são analisadas e usadas para tomar ações e decisões de negócios. Este tipo de análise se faz muito importante nos dias atuais, onde os perfis de mídia sociais de uma empresa podem representar a porta de entrada para novos consumidores. Portanto, estas mídias devem ser planejadas, movimentadas com postagens relevantes e monitoradas à fim de que consigam atrair um grande número de clientes e passar uma imagem positiva da empresa como um todo. 

     4. Análise de tecnologias (Technology Intelligence)

Consiste no processo de identificação e análise de oportunidades e ameaças tecnológicas que podem afetar o desenvolvimento dos negócios. É importante que se conheçam as tecnologias existentes para que se saiba quais podem oferecer uma vantagem competitiva a empresa. Além das tecnologias existentes, deve-se entender quais são as tendências e, assim, conseguir identificar quais tecnologias tem potencial para dominar o mercado nos próximos anos.

     5. Inteligência de produto (Product Intelligence)

A inteligência do produto é um processo de coleta e análise de informações sobre os produtos/serviços da empresa e os de seus concorrentes. O objetivo é fornecer informações baseadas em dados para decisões de desenvolvimento de produtos e atividades de inovação. A Inteligência de Produto trata de um entendimento dos recursos do produto, como preços, classificações, promoções, atributos, distribuições, disponibilidade, buscando a maximização dos resultados das vendas, o melhor serviço ao cliente, suporte a outros departamentos, teste de conceitos e acompanhamento de processos.

Estratégias de inteligência de mercado

Para a implementação de uma estratégia de mercado, deve-se ter em mente algumas fases que a compõem, que incluem:

Fase 1: coleta de dados

Nesta primeira fase, devem ser identificados todos os dados que a empresa possui e quais podem ser coletados. Estes dados podem incluir informações operacionais e dados sobre a concorrência. Nesta etapa, um grande volume de dados é obtido de diferentes áreas da empresa e do mercado em que ela está inserida.

Fase 2: análise dos dados obtidos

Nesta fase, devem ser definidos os indicadores que podem ser obtidos a partir dos dados coletados. Posteriormente esses indicadores são analisados, podendo ser comparados aos de outras empresas similares ou da própria empresa em um período distinto, por exemplo e, assim, a tomada de decisão ganha um embasamento.

Fase 3: implementação de ações 

Após a análise dos indicadores, são definidas as ações que devem ser tomadas e quais os resultados que planeja-se atingir através destas ações. As estratégias são definidas junto aos gestores de cada área, que devem garantir que as metas sejam cumpridas, incluindo a utilização efetiva de recursos para seu cumprimento.

Fase 4: acompanhamento e evolução

Depois de implementadas, deve ser feita uma análise dos resultados obtidos a partir das ações tomadas. Assim, novos dados são coletados, analisados, implementados e acompanhados, este ciclo deve ser realizado em uma empresa continuamente, de modo a garantir que a mesma esteja alinhada às mudanças do mercado, atualizações da concorrência, existência de novas tecnologias, e assim, gerando melhoria e atualização constante da empresa.

Para realização das fases de implementação, existem algumas ferramentas que podem ser de grande utilidade, destacando-se as seguintes:

Google Analytics: que auxilia no monitoramento de dados de acesso de websites e é capaz de mapear o comportamento de usuários. Sendo assim, se faz importante durante as fases 1 e 2, de coleta e análise de dados.

Customer Relationship Management (CRM): este tipo de ferramenta auxilia no monitoramento do cliente, fornecendo informações centralizadas de cada usuário como nome, endereço, telefone e número de visitas ao seu site. Dentre os softwares disponíveis no mercado, destacam-se o Pipedrive, Salesforce e Hubspot CRM.

Power BI: muito útil na etapa de análise dados, principalmente por conseguir consolidar um grande volume de dados de diferentes áreas em visuais que facilitam a geração de indicadores. Você pode ler mais sobre esta ferramenta neste link: https://databinteligencia.com.br/o-que-e-power-bi/. Aqui na DATAB somos especialistas em capacitar equipes nessa ferramenta, que pode ser implementada por um baixo custo (por aproximadamente R$ 40,00 reais por mês por usuário, dependendo do dólar). Veja um exemplo de dashboard construído no Power BI:

Com isso, a inteligência de mercado deve fazer parte de toda empresa, seja ela pequena a grande. O domínio das informações acerca dos clientes, concorrentes e do mercado em que ela está inserida, aliado à integração das informações de diferentes áreas da companhia, traz um embasamento à tomada de decisão que resulta na melhoria contínua da empresa e de seus resultados. Invista hoje mesmo na inteligência de mercado e colha os frutos de uma excelente gestão baseada em informações.

 

Revisado por Karine Lago

2019-10-21T10:57:04-02:00

Comente!

Informações de Contato

  • Av. Paulista, 171, Andar 4, Bela Vista, São Paulo/SP CEP 01311-904
  • (11) 9 4052 2499
  • comercial@datab.com.br
  • De Segunda à Sexta-feira Das 9:00 às 18:00

Posts recentes